Apesar de vaias da torcida, Oswaldo defende sequência de Cazares como titular no Galo

O meia Cazares não consegue encontrar uma regularidade no Atlético. Vivendo de altos e baixos, o jogador voltou a ser vaiado pelo torcedor durante a derrota para a Chapecoense, nessa quarta-feira. Jogando pelo lado direito, com obrigação de ajudar Marcos Rocha na marcação, o equatoriano não foi bem durante o duelo no Independência. No entanto, ele deve ter continuidade na equipe.

Após a derrota, o técnico Oswaldo de Oliveira afirmou que a manutenção da equipe é fundamental para encontrar o melhor estilo de jogo. Por isso, Cazares deve continuar como titular, mesmo com a crescente de Otero nas últimas partidas do Galo.

“O Cazares é, inegavelmente, um bom jogador, assim como o Otero. Se eu mexer todo jogo, não vou conseguir encontrar a equipe nunca. Preciso, eventualmente, repetir. Se houver um decréscimo muito grande, vou mudar. O Otero jogou o tempo inteiro contra o Sport e deu o passe para o nosso gol. São jogadores que temos que saber utilizar. Se você começa a mexer demais, você nunca vai ter um time”.

Apesar da irregularidade de Cazares, Oswaldo consegue ver coisas boas no jogador mesmo atuando pelo lado direito, onde o equatoriano já deixou claro que se sente desconfortável para atuar. Contra o Atlético-PR, na função, ele teve boa participação e foi fundamental para a vitória alvinegra.

“Ele fez uma partida excelente contra o Atlético-PR, defendeu, foi responsável por roubar a bola no contra-ataque do gol do Robinho. Existe uma instabilidade em alguns jogadores, e no Cazares, particularmente. Nós estamos trabalhando para melhorar isso também”.

Outra peça importante do meio-campo do Atlético é Valdívia. Atuando pelo lado esquerdo, o meia-atacante vem enchendo os olhos de Oswaldo de Oliveira pela entrega e boa participação ofensiva. “O Valdívia vem muito bem, marcando, fazendo gols. Ele está saindo extenuado em todas as partidas. Ele se doa muito para a equipe”, concluiu o treinador.