Cruzeiro busca empatar marcas históricas com Atlético e superar o rival na temporada

Um clássico, por si só, é razão de motivação extra para um clube. Quando há a chance de atingir marcas expressivas, então… É o caso do Cruzeiro, que se prepara para mais um duelo com o Atlético, domingo, às 17h, no Mineirão, agora pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Se vencer, o time celeste vai, por exemplo, igualar o número de vitórias em confrontos contra o maior rival em Brasileiros. Atualmente, são 22 triunfos celestes e 23 alvinegros, além de 20 empates.

Também pode terminar o ano em vantagem sobre o adversário. Em 2017, cada equipe venceu dois jogos e houve ainda um empate. O curioso é que os dois triunfos celestes foram nos dois primeiros jogos, sendo um pela Primeira Liga (1 a 0) e outro pela fase de classificação do Campeonato Mineiro (2 a 1). Já os atleticanos venceram as últimas duas partidas, sendo que uma (2 a 1) valeu o título mineiro – a outra foi o 3 a 1 na 11ª rodada do Nacional.

Para completar, a Raposa vem de derrota para o Coritiba, que quebrou invencibilidade de 13 jogos, e quer ser reabilitar. “Infelizmente, aconteceu a derrota. Não conseguimos sobressair, como fizemos na sequência invicta que tivemos, mas são coisas que acontecem somente no futebol. Temos a oportunidade no clássico, diante de nosso torcedor, de fazer um grande jogo e esperamos fazer uma boa apresentação dentro de casa para conseguir a vitória”, diz o goleiro Fábio, no Cruzeiro desde 2000 e que está para lá de acostumado a enfrentar o Atlético.

Ele lembra que, além de se tratar de um clássico, o jogo de domingo é importante para que o Cruzeiro atinja a melhor colocação possível no Brasileiro. Se o título é praticamente impossível, ser vice-campeão, por exemplo, significará mais status para os profissionais e mais dinheiro para o clube. Se terminar em quinto, como está agora, receberá R$ 4,09 milhões. Já se conseguir ser o segundo, o valor da premiação sobre para R$ 11,37 milhões – quase triplica.

Por isso, Fábio quer o time bastante concentrado, o que não ocorreu diante do Coritiba. “Temos jogos importantes pela frente e domingo é um deles. A gente vai fazer de tudo para voltar a vencer e espero que seja já neste jogo. Nosso torcedor dentro do Mineirão é sempre importante, incentivando a equipe”, declara o camisa 1.

PROMESSA Como já fez outras vezes, o técnico Mano Menezes também garante um time aplicado não só no clássico, mas também nos outros oito compromissos que restam à equipe na temporada. “Podem ter certeza de que não vai faltar comprometimento até o final do Brasileiro. Temos compromisso com o clube, a torcida, com nós mesmos”, declara o treinador, que liberou os jogadores depois do desembarque ontem à tarde e os receberá hoje, também à tarde, para iniciar a preparação para pegar o Atlético.

CLÁSSICO EM NÚMEROS

Em 2017

5
jogos

2
vitórias celestes

2
vitórias alvinegras

1
empate

No Brasileiro (*)

23
vitórias alvinegras

22
vitórias celestes

20
empates
(*) Inclui partidas antes de 1971